sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Encerramento da ALM: Autores e cúmplices


Nesta fotografia podemos ver o autor material que, ao abrigo do artº 10, nº 4 do D. L. 108/2001, poderia ser condenado a uma pena de prisão de um ano, o autor moral que num país civilizado seria censurado politicamente pela opinião pública e os dois cúmplices que por omissão permitem o facto consumado!
A empresa de segurança SECURITAS também podia ser condenada ao abrigo da mesma lei!
-
-
-
Não percebi o porquê do deputado Coelho não ter pedido uma escolta policial até o seu lugar na ALM. Era mais uma forma de colocar uma outra instituição em cheque! Ficaria-mos a saber na pratica a quem obedece a PSP. O sr. AJJ fala muito nas "forças repressivas da República" mas sabemos que ele as tem no bolso! Suponho que não faltarão oportunidades para desmascarar também esta situação!

6 comentários:

Anônimo disse...

O Cavaco manda dizer que "está um dia lindo"

amsf disse...

Terá sido o representante da República a lhe transmitir o boletim meteorológico!? LOL!

Francisco disse...

aaa pois é... realmente era bem pensado... escolta.. mas eles tavam lá na rua e não fizeram nada..
aquele povo que tava la na rua devia era entrar por la dentro à força.. a mostrar quem manda na assembeia

rouxinol de Bernardim disse...

«O Arquipélago de Gulag chamado Madeira»!

Anônimo disse...

Gouveia feliz e Carlos Pereira aborrecido
O presidente do PS deseja que se confirmem os nomes avançados pelo DIÁRIO
Data: 08-11-2008

O anúncio dos nomes que o PS pretende para encabeçarem as listas às Câmaras, nas eleições do próximo ano, resultou em reacções bastante antagónicas entre os socialistas, em especial no Funchal. "Se for aquilo, fico muito feliz e orgulhoso", garantiu João Carlos Gouveia. "Parece óbvio que ninguém, com o mínimo de bom senso e credibilidade, toma decisões desta natureza com esta distância", disse Carlos Pereira, cujo nome foi apontado para uma candidatura à CMF. O presidente do PS, além de manifestar contentamento, caso se confirmem os candidatos referidos, escusou-se a tecer outros comentários sobre os nomes. Disse fazê-lo por uma questão de respeito pelas personalidades, o que inclui o jornalista que deu a notícia.

João Carlos Gouveia reafirmou que a sua confirmação de nomes só acontecerá depois das eleições para o Parlamento Europeu. Pois, "a agenda da comunicação social não coincide com a do presidente do PS".

O líder dos socialistas reafirmou os quatro objectivos para os vários municípios: ganhar; disputar taco a taco com o PSD; ganhar dimensão eleitoral; implantar o partido. Mas João Carlos Gouveia recusou-se especificar qual deles se aplica ao Funchal. Explicou que não pode condicionar os candidatos e que as metas em cada concelho serão por eles definidas e anunciadas.

Já Carlos Pereira diz que "a discussão desta matéria é extemporânea". Por não conhecer a fonte da notícia, atribui-lhe pouca credibilidade e diz mesmo suspeitar que se trata "de uma atitude pensada e deliberada do PSD para desviar as atenções do essencial que se passa na Região". Fundamenta a sua suspeita nos acontecimentos recentes ocorridos no Parlamento, que terão visado, por parte dos social-democratas, "a suspensão da democracia".

Carlos Pereira, num aviso que aparenta ser mais para o exterior do que para o interior do partido, ainda que não seja excluída essa possibilidade, deixa claro: "Não admito que utilizem o meu nome para abordagens desta natureza".

Alexandro Pestana - www.miradouro.pt disse...

Que bela foto de familia! looool