segunda-feira, 7 de abril de 2008

O farol da democracia

Luísa Pires in DN (Madeira)
Jardim discrimina
Data: 21-08-2007


Dr. Alberto João, como é do seu conhecimento existem muitos casais gays e lésbicos que construíram toda uma vida conjugal em conjunto, com trabalho, esforço e suor, e que desse modo merecem algum respeito, sem que para isso vossa excelência, venha chamar às relações conjugais entre homossexuais, um 'deboche' e uma 'decadência'. Independentemente se concorde ou não com o casamento civil (não religioso) entre homossexuais, não lhe fica bem insultar pessoas que nada fizeram para ter a orientação sexual que têm, para insultar pessoas que vivem em harmonia e orgulho naquilo que são, pessoas que em nada prejudicam o próximo. A melhor moral dos dias de hoje é respeitarmos e convivermos com a nossa própria diversidade, só assim seremos seres civilizados como o demais mundo moderno. E ser civilizado é acima de tudo progresso. Dessa forma, Dr. Alberto João Jardim, aqui fica a lembrança, que no Artº 13º - Princípios da Igualdade da Constituição Portuguesa, vem lá explicito, a não discriminação de cidadãos, por motivos de orientação sexual. A vida também pode ser vivida em paz.

13 comentários:

Saúl Dantas disse...

Homossexualidade diversidade?!! Deixem-me rir! Coitadinhos dos "mariconços" que não têm culpa de gostarem da fruta errada! São vítimas da sua orientação sexual, blá, blá, blá... Eu também apetece-me atirar a casa boazona que anda por aí e "comê-las" todas até cair para o lado mas tenho de me conter! Simplesmente sei que nãao é certo e refreio os meus impulsos sexuais!
Poouco tempo falta para que essas "aberrações da Natureza" (porque o são, indiscutivelmente) casem e azdoptem neste país. Enfim... o mundo está do avesso!

amsf disse...

Eu a pensar que o sr. saúl dantas estaria a gozar os proventos da sua mais recente invenção (ver diário de Sábado e Domingo) numa ilha tropical no entanto vejo-o aqui nesta ilha inundada! Não se esqueça de registar a patente pois entre os ambientalistas (de esquerda) há quem não seja honesto.

Um homem das ciências da natureza deveria ser mais compreensível tendo em conta que deverá conhecer o peso da genética na personalidade de qualquer ser humano.

Anônimo disse...

O Sr Saúl Dantas, que de SR não tem nada, é um ser execrável, intolerante e com problemas graves a nível psíquico. Já agora, porque é que não se junta a um grupo de fãs de Hitler e começa e exterminação em massa de quem, por vontades alheias à sua, gosta de pessoas do mesmo sexo? Ou será que existem problemas graves do foro intímo que o levam a tecer este tipo de comentários próprios de uma besta que não vale um corno?

Saúl Dantas disse...

Ao Sr. "Anónimo",

Obrigado pelos elogios que teceu à minha pessoa. Fico muito feliz por ter todos esses atributos que enunciou, ainda para mais vindos de alguém que, como comprovam os seus comentários, só pode ser "de raça atravessada".
Posso ser uma besta mas pelo menos não ando por aí a "atracar de popa" como V.Ex.a. Não defendo a exterminação dos homossexuais, apenas insurgi-me contra essa tal igualdade de direitos que vocês, mariconços, tanto apregoam. Querem casar e adoptar? Adoptem rotweillers e pitbulls...

Muito obrigado pelo seus elogios, sinceramente.

PS: É berdade, tenho um primo em terceiro grau que é um grande p(...) e talvez isso explique a minha homofobia.

amsf disse...

Infelizmente noto que esta questão não é pacífica também porque entre os homossexuais (homens e mulheres)existe uma minoria dada a algum exebicionismo público.
No que diz respeito a comportamentos públicos, sejam os ditos convencionais ou não, é de ter algum pudor pois é quase certo que receberão a reprovação de quem os observa.

Há espaços e momentos próprios para tudo. Até os casais convencionais com características específicas são alvo de reprovação social.Um casal convencional, com uma média de idades entre os 40 e 50, na marmelada, num transporte público é igualmente alvo de reprovação por parte dos circundantes.

Anônimo disse...

Saúl Dantas:

Nem merece resposta...

Tanto preconceito e tacanhez juntas só revelam a sua miserável falta de carácter.

Que nulidade!!!!!

Saúl Dantas disse...

Ó Sr. "Anónimo", não se chateie!
Trata-se tão-somente da minha opinião que, como você disse e bem, vale o que vale!
Eu não sou governante, nem sequer político (nem aspiro alguma vez vir a ser), portanto você esteja descansado.
Mais, você é um privilegiado: dentro de pouco tempo até poderá casar e adoptar criancinhas neste país! Parabéns "às noivas": you can kiss the bride...

LOL! LOL!

blindpeople disse...

transcrevo do diario(fujinnnndo ao tema)

Juvenal Rodrigues
Os Apanhados da Semana
Data: 08-04-2008

Para quem, como eu, se interessa e acompanha a vida social desta terra é impossível resistir a uns comentários a alguns acontecimentos caricatos e controversos.

1º: Um estudo do ISCTE veio revelar que a pobreza na Madeira é muito mais dos 20.000 pobres que Roque Martins revelou e que ao que tudo indica lhe custou o lugar. Afinal os pobres nesta terra de progresso ascendem a 80.300, 34% da população da Madeira, ou seja, temos mais pobres que qualquer região do País incluindo Alentejo e Açores. Pergunta-se: Então onde está o tão propagado desenvolvimento, a tal riqueza e o tal povo superior que o G. Regional e os deputados do PSD-M (os que não sentem a pobreza) tanto apregoam? Para onde foram os milhões dos subsídios entrados na Região? Será que todo o dinheiro esbanjado nesta terra foi apenas para obras que dão votos e deixando o Povo na miséria só com estradas para passear? Cabe aos madeirenses tirar as devidas ilações.

2º: O Dr. Miguel Mendonça, talvez querendo retirar o mérito à revolução de Abril de 1974 (é daqueles que tudo o que vem do continente português não presta) diz que o combate político pela autonomia não vem de 1976 mas sim dos anos 30. Então onde estava, nessa altura, esta agora destacada figura do PSD-M assim como outras que agora dizem que são autonomistas e democratas desde pequeninos? Será que já nessa altura combatiam pela autonomia ou aproveitaram a boleia do golpe militar do 25 de Abril que, agora parece quererem negar? Por mim passei a conhecer o Dr. Miguel Mendonça não pelo combate político mas sim quando foi presidente do C.S. Marítimo.

3º Outro que se calhar também sempre foi autonomista, o Dr Miguel de Sousa, que agora se põe em bicos de pés e diz: Atenção eu é que mereço ser o sucessor de A.J. Jardim porque fui o seu melhor aluno! Oh Sr. Doutor, por favor, mais do mesmo não, já chega de aturar o seu professor durante 30 anos. Deixe aos madeirenses apanharem uma lufada de ar fresco porque já chega de ar "mofento" com aquele cheiro a ditadura que nem as declarações do controverso Dr. Jaime Gama conseguem disfarçar.

Por último: o Dr. A.J. Jardim vedou a entrada aos jornalistas no mais que democrático congresso do PSD-M, afirmando que nem todos os jornalistas são isentos e por isso não merecem entrar lá, será que também se referia aos do J.M.? Para mim o que ele queria dizer é que nem todos os jornalistas escrevem e dizem aquilo que ele quer, por isso só são chamados quando interessa. Experimentem os jornalistas do Diário não dar cobertura ao Dr. Jardim e vejam se ele terá alguma projecção. Quanto a mim, acho que nem os jornalistas nem a população perderam grande coisa. Aquilo acaba por ser sempre o mesmo monótono monólogo onde o chefe fala e os contrariados abanam a cabeça que sim. Ah! Já me esquecia de uma novidade com interesse: desta vez vão ter o mal amado Luís Filipe Meneses a dizer mal do Sócrates.

blindpeople disse...

Na minha opiniâo cada um è livre de seguir a sua propria, orientação sexual.
Devemos respeitar e saber conviver com a diversidade,que o mundo de hoje nos apresenta, só assim seremos civilizados.
E ser civilizado é respeitar e ser respeitado. A vida também pode ser vivida em paz, e nâo em teorias que fomentem o odio.

Anônimo disse...

estes socialistas de santana, agora no ps, amsf e familia, dão erros simples a escrever.

pode ser que a vilhoada e os venezulanos votem neles... ah ah ah

BaBy_BoY_sWiM disse...

Eu nada tenho contra os e as homossexuais, por mim podem ter a sua vida completamente normal. Agora beneficios sócias por terem outra orientação sexual, sou contra.

Falar que são um casal é errado, porque em todos os animais só faz sentido um ser do sexo masculino e um do sexo feminino, apesar de cães e golfinhos terem por vezes comportamentos homossexuais, na sua maioria tem comportamentos hetero.

Com isto quero dizer que sou contra o casamento e à adopção de crianças por parte de casais homossexuais. Aos casais porque iam beneficiar (isto se alguns casais actualmente tem algum beneficio social) nos impostos e estes são individuos do mesmo sexo descontem separadamente, isto não impede que vivem juntos. Quanto à adopção acho que um casal homossexual iria causar problemas psicologicos na criança, mas não sou contra adopção de crianças a pessoas individuas. Se é que me faço entender!

amsf disse...

"Anônimo disse...
estes socialistas de santana, agora no ps, amsf e familia, dão erros simples a escrever.

pode ser que a vilhoada e os venezulanos votem neles... ah ah ah

8 de Abril de 2008 22:44"

V. Excia em meia dúzia de palavras dá vários erros ortográficos, de raciocínio e de seriedade.

Ri o roto do esfarrapado!

blindpeople disse...

Estou completamente de acordo neste ponto que o "baby boy swim" enumera.
Quanto à adopção tanbèm acho que qualquer casal homossexual iria de certeza causar problemas psicologicos na criança, acabando por vir mais tarde a sofrer!