quarta-feira, 12 de março de 2008

O PSD/M visto pelas suas bases

António Câmara in DN (Madeira)
O Partido da Autonomia
Data: 15-08-2007

É necessário que o público saiba que se vive um clima de intensa repressão no interior do maior partido da região. A origem deste problema reside nos sanguessugas que habitam o topo. Doutores, engenheiros e empresários que enriqueceram de maneiras que todos sabemos. Desdobram-se em simpatias para com o Presidente, enquanto germinam esquemas para denegrir a imagem de grandes militantes como o Prof. Virgílio Pereira e, mais recentemente, o Dr. Miguel Albuquerque. Agora eu pergunto: o que fizeram estes indivíduos pelo partido? Onde estão esses senhores quando é preciso palmilhar as freguesias durante a campanha? Onde estão os "doutores" quando é necessário falar com os militantes que "dão o litro" para que sejam eleitos? Certamente fumando um charuto, escondidos da "ralé", dos escravos, distribuindo cargos entre si e discutindo novas estratégias de enriquecer às custas do posto. E nós? Após vários anos de dedicação, dão-nos um pequeno cargo na junta de freguesia local, como quem diz toma lá e cala-te, quem manda somos nós, tu aqui não és nada! Basta de lordes, é altura de limpar a copa partidária! Albuquerque para a vice-presidência!.

2 comentários:

rouxinol de Bernardim disse...

E no continente?

Então não querem lá ver que querem impôr o blackout?

Menezes que se fartou de humilhar publica e descaradamente M.Mendes, dizendo que foi autoflagelação ter corrido Valentim e Isaltino (tudo gente boa e da sua igualha), vem agora mostrar que ainda tem menos estatura (é grande mas não é grande coisa...) que o intrépido fafense de gema!

Alexandro Pestana disse...

Quando estava no PSD-M, há uns anos, dei conta das verdades que este sr escreve nesta carta... Os que davam ao litro ficavam com as espinhas mas o peixe graúdo era para os que não faziam um corno... hehe.

Há muitos militantes no PSD-M que andam a ser mais explorados que uma p.... para outros senhores enriquecerem e na hora da verdade, não lhes reconhecem o trabalho e dão-lhes apenas uma palmadinha nas costas.... Quem sentir que andou a ser enganado, pois que faça o mesmo que eu fiz, que entregue os cartões do PSD!