segunda-feira, 31 de março de 2008

Quem não se sente não é filho de boa gente!

Porque quem não se sente não é filho de boa gente o PS/M devia tomar as seguintes medidas:

-Enviar para o Largo do Rato as chaves das várias sedes que tem na RAM, com a respectiva identificação do Concelho;

-Enviar uma cópia da lista dos militantes com uma capa com o título: Militantes socialistas traídos;

-Enviar uma série de dossiers do que foi dito por actuais governantes e dirigentes socialistas, ao longo dos anos, a propósito do AJJ e de tudo o que este disse a propósito daqueles e das instituições da República por forma a que eles tenham vergonha na cara quando vierem à Madeira;

-E por fim e não menos importante, baptizar os WC da nova sede do partido com os nomes respectivamente de Jaime Gama e Almeida Santos. LOL!

9 comentários:

Saúl Dantas disse...

Calma Sr. AMSF!

Vejo que apresenta agora postura diametralmente diferente relativamente à por si evidenciada até à data, já que, se bem me recordo, você sempre foi um fiel e acérrimo defensor dos "do Largo do Rato"!
Porquê? Porque atingiram o "seu" PS-Madeira. Desta vez dou-lhe razão: quem não se sente não é filho de boa gente.
Não percebo contudo o porquê da sua indignação se esta situação pode ser adjectivada de tudo menos de virgem! Lembra-se das eleições à ALR do ano passado? Qual foi o apoio do PS nacional aos que por cá ficaram numa luta titânica, qual David contra Golias, lavrando processos e mais processos de reclamações junto das assembleias de voto? Ainda cá enviaram um rapaz qualquer que, ainda antes de terminado o acto eleitoral já estava dentro do avião. E o Secretário Geral Eng. José Sócrates? "Cadê" o apoio?
Assuma definitivamente uma coisa Sr. AMSF, os "de lá", sejam PS ou PSD, estão completamente se marimbando para "os de cá"...

BaBy_BoY_sWiM disse...

Não devia estar tão chateado, é um independente!

Com essas medidas o PS-Nacional metia estes na rua... Iriam formar novo partido?!

amsf disse...

saúl dantas

Não sou defensor dos do "Largo do Rato" mas defensor de relações económicas equilibradas entre a Madeira e o resto de Portugal. A Madeira tem uma relação previlegiada económicamente falando com o poder central sem que os madeirenses o saibam ou beneficiem plenamente dessa relação. Ainda ontem ao almoço deram-me o recibo na caixa dizendo que era para o Sócrates - uma pessoa que não me conhece de parte alguma - e eu tive que explicar que o IVA cobrado cá vai parar ao AJJ e não ao Sócrates!

O PS/M não necessita do apoio do PS Nacional, necessita sim que não sacrifiquem o PS/M em proveito das suas supostas altas estratégias! Ainda há quem acredite que o Jaime Gama é um peixe de águas profundas - só se for a mexer no lodo - e que aquelas declarações fazem parte de uma estratégia superior. Deixa-me rir!

Insisto, quem não se sente não é filho de boa gente e não vale a pena se esconder atrás de supostas jogadas inteligentes que mais tarde háo-de dar fruto!

amsf disse...

baby_boy

O PS nacional ponha-os na rua!? Isto não é o PSD/M onde o AJJ põe e dispõe!

Anônimo disse...

Relatório sobre pluralismo político-partidário
ERC: PSD é sub-representado e PS "apagado", como partido autónomo do Governo, na RTP
31.03.2008 - 18h03 Lusa
O PSD é sistematicamente sub-representado nos blocos informativos da RTP enquanto o PS é "apagado" como partido autónomo do Governo, conclui o relatório sobre pluralismo político-partidário que o organismo regulador apresentou hoje ao Parlamento.

De acordo com o relatório sobre pluralismo político-partidário na RTP, que a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) entregou hoje à Assembleia da República, é "detectável um relativo excesso de presença do Governo e PS", sendo também "sistemática a sub-representação do PSD nos diferentes serviços de programas da RTP".

O documento adianta ainda que "a presença do Governo apaga a presença do PS enquanto partido da maioria, na informação do serviço público de televisão".

Anônimo disse...

Assim:
Nos termos da alínea g) do artigo 199.º da Constituição,
o Conselho de Ministros resolve:
1 — Ratificar a suspensão parcial do Plano Director Municipal
de Coimbra quanto às disposições constantes dos
artigos 33.º, 36.º, 40.º e 41.º do respectivo Regulamento,
na área delimitada na planta anexa à presente resolução e
que dela faz parte integrante, pelo prazo de dois anos.
2 — Publicar, em anexo, o texto das medidas preventivas
aprovadas pela Assembleia Municipal de Coimbra,
em 21 de Setembro de 2005, para a mesma área, a vigorar
por igual prazo.
3 — Excluir de ratificação o prazo de três anos proposto
pela Câmara Municipal de Coimbra e aprovado pela Assembleia
Municipal de Coimbra.
Presidência do Conselho de Ministros, 6 de Março de
2008. — O Primeiro -Ministro, José Sócrates Carvalho
Pinto de Sousa.

amsf disse...

Tenho notado que o PSD nacional parece que tem um Ministério da Propaganda para difundir na blogosfera aquilo que lhe interessa...ver os dois pseudo-comentários anteriores. A realidade descrita no primeiro acontece na Madeira mas com as forças partidárias invertidas...

blueminerva disse...

O Jaime Gama sofrerá certamente do síndrome "Dr. Jekyll and Mr. Hyde". Anseio por saber que posição irá tomar o PS regional.
Um abraço

Anônimo disse...

Era sem duvida uma série de acções bonitas de se fazer... lol. Aquela gaba e o tom com que foi feita, foi realmente absurdo!

Até o meu pai que apenas tem a 4ª classe, teria capacidade para ser empreiteiro de obras públicas metendo calotes em todo sitio na banca e sacando dinheiros da U.E.. Se calhar até poupava uns milhões de euros e tudo!