terça-feira, 18 de setembro de 2007

Expropriados!

Leitor devidamente identificado in DN (Madeira)
01-02-2007



Expropriações


É com muita pena e revolta que li o artigo do Diário sobre expropriações. Tenho muita pena das pessoas porque é altamente injusto como são feitas as coisas. Sei disso porque já passei por uma situação semelhante, uma expropriação por causa da via rápida. As histórias eram iguais: alguns escaparam, como o presidente da junta de freguesia, outros ficaram doentes com tanto desgosto e outros até enlouqueceram. Alguns, no fim, conseguiram um preço mais ou menos justo, outros ficaram na desgraça, metidos num bairro sem amigos, sem um pouco verde à sua volta. Há muita história para contar e só quem já passou por isso sabe realmente o que se passa. Não é só o preço tão baixo que revolta, mas também a trabalheira que somos obrigados a fazer para conseguir reunir os papéis todos. Tantos papéis, tantos carimbos, tantas assinaturas… muitos têm um prazo e temos de pedi-los várias vezes. Uma pessoa idosa como é que consegue sem ajuda? Uma pessoa que trabalha a tempo inteiro ou com criancinhas pequenas? Mas uma coisa é bem clara: o direito está no nosso lado e é preciso de ser firme e lutar. Temos que lutar pelos nosso direitos! Melhor ainda, fazer uma reunião e partilhar um advogado. Pode ser preciso um hospital novo mas as pessoas têm de ser compensados duma forma justa.

13 comentários:

amsf disse...

O Governo Regional tem conseguido "expropriar" sem pagar o preço político pela forma como o tem feito durante todos estes anos porque as vítimas são maioritariamente agricultores idosos. A sua impunidade não se deve apenas ao analfabetismo das suas vítimas bem como ao facto de muitos terrenos não estarem devidamente legalizados ou serem propriedade de vários herdeiros, alguns deles emigrados há muito tempo. As propriedades destes últimos muito frequentemente ficam por pagar pois os proprietários encontram-se divididos, bem como ao facto da burocracia ser desencorajadora. Frequentemente desabafam, esperneiam mas não tomam as medidas certas: legalizar as propriedades e fazer o necessário para receberem o valor da expropriação ou enfrentar o GR com o objectivo de conseguirem preços mais justos.
Suspeito que alguns filhos até agradecem o facto de terem sido expropriados pois é a única forma de receberem a sua herança antes dos país morrerem. Filhos urbanizados e já com poucos laços à sua terra de origem vêm terrenos já meios esquecidos serem transformados em moeda sonante. Os pais vêm o fruto do seu trabalho ser engolido pelo desenvolvimento e não raramente são desenraizados da zona onde moraram e enviados para bairros sociais ou lares de idosos!

Rui Caetano disse...

As expropriações representam uma arma muito perigosa se usada por quem não pensa nos interesses colectivos, mas nos interesses particulares.
As exopropriações têm funcionado com os dois gumes: 1 - beneficiar quem tem terrenos que não valem nada e são expropriados por valores exorbitantes.
2 - Os inocentes e de pouco poder que são exproriados e que não querem, por diversas questões, mas o pior é quando são expropriados por um valor irrisório que não dá da para nada.

BaBy_BoY_sWiM disse...

A expropriação é muito mau quando injusto... Destroi familias por vezes... Acho que deveria haver justiça... E os advogados dessas pessoas deviam ser fortes!

BaBy_BoY_sWiM disse...

Caro sr. amsf

Que tanto mal diz do Governo Regional... eu quero-lhe deixar algumas perguntas.

Antes de mais os funcionários da UMa tem acento no Senado estou certo?

Agora vem as questões propriamente ditas:

1 - Porque é que a UMa é tão desorganizada?
2 - Porque é que se paga na UMa a propina maxima, já que os alunos não tem um ensino de qualidade?
3 - Qual é o interesse em cursos como CCO ou sei lá como se chama?
4 - Se faltam professores doutorados e outros, porque é que ainda se paga a propina máxima, para pagar o seu ordenado?
5 - A Universidade não tem jardins, a universidade só tem que limpar o edificio e mesmo assim se paga a propina máxima?
6 - Porque é que o Governo da Republica não transfere a UMa para o poder do Governo Regional? Não faria melhor trabalho?
7 - Porque é que o Ruben Capela foi capaz de meter numa região que precisava de cursos como Medicina, Engenheiros e outros úteis, meteu Estudos ingleses para não sei o que?...
8 - Fazendo parte da instituição, nunca o vi a dizer mal da UMa...
9 - Os alunos e associação tem culpa, talvez a JSD não os ande ajudar muito...
10 - Mas que eu saiba até é a JS que manda mais lá dentro... Eu até escrevi uma carta para o Diário de Notícias a relatar um acontecimento numa sala de aula de uma professora de psicologia do 2º ano a dizer que "Votar no Alberto João era ser retrogada" e basicamente a obrigar à única aluna que disse que ia votar no Alberto João a 6 de Maio, a não votar nele... Impressionante...

Já que não responde ao desafio... Estou curioso a ver se me responde a isto... Faça um post... :)

BaBy_BoY_sWiM disse...

Vejo-o a comentar acerca da televisão da Assembleia...

Mas não o vejo a comentar isto da UMa era verdadeiramente importante...

amsf disse...

Caro E.F. eu não sou propriamente o Relações Públicas da UMa e como poderá compreender não tenho tempo para responder a todas essas perguntas.
Vejo que além dos problemas com a geografia da Madeira também os tem com as influências partidárias na UMa.
A UMa não é excepção e aqui também a JSD tem as suas ramificações na Assoc. Académica. Jorge Carvalho e Sara André, ex-presidentes da A.A. não são deputados do PS mas do PSD. Os outros ex-presidentes também têem os seus tachos por ai!

BaBy_BoY_sWiM disse...

Se me perguntar eu poderei dizer o meu nome! Não tenho qualquer problema! Mas sim essas são as minhas iniciais, e que estavam nessa carta!

Não é verdade... Existe muita influência da JS... Eu que o diga...
Acredito que a JSD está também, como o JCP e esses todos... Todavia neste momento a JS tem mais influência...

Mas explique-me os funcionários da UMa tem acento no senado certo?...

Vejo que não gosta de responder a questões importantes... Reparo que o sr. amsf não tem a coragem para responder aos meus desafios... ou às minhas questões...

Se fosse para dizer mal do Governo Regional era capaz de redigir 100 páginas...

Já que sabe ver o que está bem e o que está mal... Ve com tanta imparcialidade... Fale desse problema que é a UMa...

Vejo que quando é para escrever algo que iria melhorar a Madeira (porque como diz a Madeira não é só a Madeira Nova, deverá ser a Madeira da Educação a Madeira da saúde) e reparo que é o seu Governo, o Governo do seu partido que não deixa a Madeira evoluir nesse aspecto... estou certo?

amsf disse...

Quanto a influências políticas aqui na UMa não podia estar mais enganado. Esse encidente que relatou na Carta do Leitor a ter acontecido como foi relatado não é representativo da situação política da UMa. Essa história faz-me lembrar que os idosos costumam afirmar que os que não vão à missa são tudo comunistas e uma vez que os faltosos já são a maioria pergunto-me como é que a CDU tem resultados tão baixos!

A representatividade dos funcionários no Senado é estatutáriamente muito mal feita.
Cada departamento (académico) elege um representante (existem departamentos com só dois funcionários) enquanto que a totalidade dos Sectores (Serviços: Biblioteca, Serviços Académicos, Serviço de Pessoal, Informática)elegem um único representante. Mais de 50% (estimativa) dos funcionários são representados por um único funcionário.

Foi eleito suplente do Conselho Administrativo (não sei bem como?!) no entanto acredito que o efectivo já terá faltado e não se lembrou de fazer-se representar pelo suplente.

As univ. têm autonomia pelo que não vejo como é que o governo não a deixa evoluir!

BaBy_BoY_sWiM disse...

"A representatividade dos funcionários no Senado é estatutáriamente muito mal feita.
Cada departamento (académico) elege um representante (existem departamentos com só dois funcionários) enquanto que a totalidade dos Sectores (Serviços: Biblioteca, Serviços Académicos, Serviço de Pessoal, Informática)elegem um único representante. Mais de 50% (estimativa) dos funcionários são representados por um único funcionário."


Eu pergunto-me porque é que os funcionários não lutam pelos seus direitos? Ah! só se preocupam que o ordenado esteja na conta bancária no fim do mês!

"Foi eleito suplente do Conselho Administrativo (não sei bem como?!) no entanto acredito que o efectivo já terá faltado e não se lembrou de fazer-se representar pelo suplente." Tal como na junta? Ah! Mas explique-me uma coisa, os suplentes não tem que estar presentes, mesmo com o efectivo?

"As univ. têm autonomia pelo que não vejo como é que o governo não a deixa evoluir!"
Simples... Reconhecimento de cursos! Acho que isso é uma grande limitação... Ou não será?

Só rezo que o novo hospital faça com que o curso de medicina abra completamente... Só espero que se feche cursos sem utilidade nenhuma para a Madeira e para o país, porque desempregados é o que há mais...

Contudo ainda não me respondeu às questões... Estou curioso! Vá lá responda as minhas questões acerca da UMa...

amsf disse...

Sabe porque é que não lutam pelos seus direitos? Porque são maioritáriamente PSD. Estão habituados a não fazerem ondas! Foi isso que este regime lhes ensinou!

Já viu uma equipa poder jogar com o efectivo e com o suplente? Não sei em que universidades é que tem andado!


As universidades não devem formar unicamente para o mercado e devem ter em conta a procura. Neste caso os alunos que gostem especificamente de determinado curso que não tenha saida têm que ter consciência que a opcção foi sua. Entretanto porque estamos na EU, com a respectiva mobilidade de recursos humanos há sempre a possibilidade de encontrar emprego noutro país onde esse curso ainda tenha saida. O Reino Unido, o ano passado, tentou recrutar professores de inglês no mercado internacional.

Até um candidato a um cargo importante na administração Bush não tem que responder a tantas perguntas perante o Congresso antes da nomeação!

BaBy_BoY_sWiM disse...

Já reparei que não gosta de ser avaliado... Contudo gosta de avaliar os outros...

Eu sei é dificil mais facil ser oposição e criticar!... E visto que não me respondeu a nenhuma questão... :p

Ah! e já agora... Pois tem razão acerca dessa metafora com o cargo para EUA, mas já fez o mesmo com o Sr. Roberto Rodrigues e não reparei na mesma atitude...

Como as atitudes mudam... depende é da posição que estamos...

E já agora... Já que critica tanto... O que está mal... Não critica a UMa...

E quanto a essa de professores de ingles para o Reino Unido... Que eu saiba Portugal tem que formar pessoas para o seu país... Porque não acredito que alguém do Reino Unido queira vir para Portugal trabalhar...
Já viu quantos médicos faltam na Madeira? Quantos enfermeiros faltam na Madeira? Quantos Engenheiros faltam na Madeira? Quantos psicologos faltam na Madeira? Mas não são aqueles formados na UMa... Que pagam as propinas máximas para ter aulas sem qualidade... Já reparou?

Contudo tenho a certeza que os trabalhadores defenderam pagar a propina máxima... Para que aumentem o seu ordenado!

Os melhores cumprimentos

amsf disse...

Penso que se enganou na pessoa...eu não sou o Reitor ou um dos vice-reitores da UMa. Todas essas críticas abstractas devia expolas aos seus "amigos" da associação académica, os que já passaram por cá bem como os que ainda cá estão.
Agora faço-lhe uma simples pergunta. Porque é que não se nota qualquer movimento reinvindicativo no ensino superior madeirense? Vou-lhe dar uma ajuda! Por mais que se diga que os jovens são mais rebeldes, no caso da Madeira há uma "anomalia" sociológico no que se refere a essa "verdade"!

BaBy_BoY_sWiM disse...

"Se calhar eu devia fazer transferência para UMa... Para mexer com a Associação... Não acha?...

Se calhar... Agora com a "experiência" que tenho podia dar "algo de novo" a todos os colegas e estudantes da UMa... E lutar de uma mais directa pelo bem da Madeira..." (é claro que nestes dois paragrafos estou a ser ironico)

Já que na "minha" universidade acho que a associação desempenha um bom papel... Só achei que a comissão pedagogica do meu curso não desempenhava daí me ter candidatado e ter perdido, mas sabendo que foi uma "roubalheira"...

Contudo se como diz é funcionário da UMa, deverá ter uma palavra a dizer acerca da UMa... E lutar pelo bem da "maioria"... Já que o alunos não o sabem...