segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Procura-se tradutor

Margaret Woods in DN (Madeira)

10-02-2007


Turismo

Sou britânica e vivo na Madeira desde que me retirei de trabalho, faz 12 anos. Escolhi a Madeira para viver o resto dos meus dias porque achava um lugar paradisíaco, mas agora já não tenho a certeza disso, pois o paraíso transformou-se em monstros de cimento e a qualidade do turismo é cada vez menor. Como gosto de ir a eventos culturais e saber o que se passa na Madeira, costumo visitar o website da madeiratourism.org e leio as notícias em inglês. A minha surpresa é que não consigo perceber o que está escrito em inglês. As frases não têm lógica, parece coisa traduzida da Internet. Só quando leio em português é que entendo a notícia. Será assim que querem atrair mais turistas britânicos? Conheço tanta gente na Madeira que fala inglês muito bem, como é possível um serviço de turismo escrever tão mal? Com tanto emigrante a voltar da África do Sul e mesmo do Reino Unido, não existe quem faça melhor?.

5 comentários:

Rui Caetano disse...

AS coisas estão assim tão mal? E nós que queremos exportar inteligência. A ser verdade o que essa senhora diz,estamos mesmo a matar a galinha dos ovos de ouro.

Jorge disse...

Bem, doze anos na Madeira, se calhar já falava portugues.
Tentei ir ao site e não noto nada de grave no inglês. Enfim, se calhar um americano diria algo completamente oposto.

Richard neves disse...

Após chamada de atenção por parte de colegas em relação ao escrito no diario, tive curiosidade em ver o que por lá se escrevia, ou melhor, como se escrevia.
Devo dizer que o inglês escrito está até muito bem.
Essa senhora com certeza quer é chamar a atenção de uma coisa que afinal, foi a única a falar. Pelo menos parece-me. De qualquer maneira, há coisas em que se pode chamar a atenção mais facilmente. Ela que faça como os McCann.

amsf disse...

Esta situação foi denunciada há mais de 7 meses pelo que naturalmente já foi sanada!

BaBy_BoY_sWiM disse...

Ao menos parece que se reconhece o erro e se faz a devida correcção!