segunda-feira, 12 de maio de 2008

Os bodes espiatórios

Juvenal Rodrigues in DN (Madeira)

Os males da Madeira
Data: 01-09-2007

Já por mais de uma vez alertei nesta página que iria acontecer, e aí está. Todos os males da Madeira provêm do Governo da República. Qualquer festa ou inauguração serve para intoxicar a mente dos madeirenses. Agora foram as inaugurações no Porto Santo, onde o Sr. Presidente do Governo Regional mais uma vez aproveitou para dizer mal de Lisboa, e foi a festa do dia do concelho de S. Vicente, onde o Sr. Vice-Presidente do G.R., em sintonia com o Sr. Presidente da Câmara, fez coro contra Lisboa e nem tocaram o Hino Nacional, se calhar porque Lisboa não mandou dinheiro para comprar o CD. E depois é a República que fomenta o separatismo, não é? Enquanto houve dinheiro à "fartazana" para gastar em algumas obras de fachada, e nos sumptuosos banquetes para as inaugurações, a Madeira parecia "nadar em dinheiro", agora que estão "tesos" continuam a tentar enganar os madeirenses dizendo que a culpa é sempre do Governo da República. Pergunto-me: como conseguiu a Madeira desencantar esta geração de políticos tão perfeitos e tão santinhos (não admira que a mãe do "menino azul" venha ao Porto Santo em busca de um milagre) que nunca erram ou erraram em nada, sendo sempre dos outros a culpa de todos os males? Já agora expliquem aos madeirenses como é que aplicaram, tão bem, rios de dinheiro e nem sequer construíram um parque de campismo para caravanas, já que os turistas que vêm das Ilhas Canárias e trazem as suas caravanas no "Volcán de Tamadaba"têm que ir acampar para o cais de Santa Cruz, por baixo do aeroporto (apenas com espaço para 4 ou 5), porque não conseguem parqueá-las noutro lugar. Por favor, senhor Presidente do Governo e senhores Presidentes das Câmaras Municipais (todos com culpas na situação a que a Madeira chegou), até lhes ficava bem, de vez em quando, assumirem os vossos erros e pedirem desculpa porque os madeirenses hão-de um dia mostrar-lhes que não existem políticos tão perfeitos e que não são assim tão estúpidos que continuem a acreditar em tudo o que vós dizeis. Antes de tocarem sempre a mesma "cassete" porque não falam que os madeirenses têm o custo de vida mais caro do País? Que gastam milhões em subsídios para "futebóis" e "noivas caras" e não foram capazes de dar aos idosos, mais necessitados, um subsídio de 60€ tal como faz o Governo dos Açores. Porque não se preocupam, por exemplo, com o preço de uma embalagem de "pariet"de 56 comprimidos para tratamento de doentes com úlcera gástrica que custa a módica quantia de 62€ (1.11€ por cada comprimido), uma embalagem de "visacor"com 60 comprimidos que custa 55€ (0.92€) cada comprimido, para o tratamento dos doentes com colesterol ou ainda uma embalagem de "enalapril ciclum" com 56 comprimidos pelo preço de 40€ para doentes com tensão arterial? Lembro-vos que estas são maleitas que afectam 70/80% da população e que os mais pobres deixam as receitas por aviar por falta de dinheiro. Quando os madeirenses acordarem desta letargia, hão-de pedir-vos contas e compreenderão que os bons governantes preocupam-se com a qualidade de vida da população e não apenas em dizer mal dos outros e fomentar "guerras" inúteis com um único fim: a caça ao voto.

3 comentários:

blindpeople disse...

ahahahah.....
pois o povo da parvônia tem fome e tà a espera da espetada e do bolo do caco e de um jarro de vinho pra esquecer os males do mundo!!
os velhos acho que tanbèm deveriam receber 60 euros como nos açores,JÀ AGORA porque è que no resto do paìs fazem as leis em prol do povo e aqui è o que se vê....è so em pro da MAFIA no bom sentido è claro.

amsf disse...

Aqui o único povo que existe é a oposição, o resto são compadres que inseguros das suas capacidades convenceram-se que estão melhores num sistema de compadrio. Indivíduos inseguros e incapazes de perceberem como é que os sistemas políticos normais funcionam delegam num líder, num partido a responsabilidade de os guiarem e protegerem.

rouxinol de Bernardim disse...

Caros blindpeople e amsf:

A vossa voz é a voz da sensatez, da coragem, da clarividência!

A «máfia boa» vai-se enchendo à custa de ingénuos úteis que continuam vergados ao jugo SITUAÇÃO!

Tão rotinados estão na CANGA, parecem aquelas juntas de bois que havia antigamente!

O JUGO autocrático que se vai impondo na Madeira só será abatido com a LIBERDADE DE EXPRESSÃO!