segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Dar a César o que é de César




Maria Rodrigues in DN (Madeira)

Fuga ao fisco
Data: 01-06-2007



Escrevo como cristã, que foi afastada da Comissão de Festas para o arraial da minha paróquia, pelo sr. padre, por não aceitar que na paróquia onde se faz festas com o dinheiro do povo não se exija que as empresas de electricidade, bandas, conjuntos etc, contribuem como todos nós no pagamento dos impostos. Como é possível que os padres aceitem propostas para os arraias sem IVA, porque assim fica mais barato para a Igreja! Que vergonha para a Igreja! O que acontece é que os vários intervenientes ganham aos milhares e não declaram porque as comissões de festas e paróquias não exigem as devidas facturas, recibos e tudo isto com a bênção dos padres e do bispo. Onde está a fiscalização destes arraias por parte das actividades económicas? Porque é que a inspecção das actividades de espectáculo não actua, exigindo as paróquias e comissões de festas, maneira hábil do padre lavar as mãos, a apresentação dos respectivos documentos que justifiquem os devidos pagamentos. Se houver uma investigação nesta fuga ao fisco noventa por cento dos padres estavam na cadeia, pois são eles os responsáveis na paróquia pelos arraiais que movimentam milhares de euros. É preciso dizer basta à fraude, à fuga aos impostos e a Igreja deve ser a primeira a dar o exemplo. Se no passado o anterior bispo fechava os olhos a tudo isto porque o que interessava era o dinheiro, mesmo que fosse fugindo ao fisco, espera-se que este bispo, esclareça os padres que colaborar com estas ilegalidades é indecente para a Igreja, quando são os próprios bispos que dizem que todos devem contribuir no pagamento dos impostos. É necessário que D. António Carrilho coloque regras nas festas religiosas, quanto ao limite dos seus gastos, pois a minha paróquia não faz nenhum arranjo na igreja há vários anos, mas o padre que chegou a pouco tempo está sempre a pedir dinheiro, porque o dinheiro foi todo gasto na festa e há necessidades urgentes para resolver. Continuarei a colaborar mas não tomarei parte em nenhuma comissão ou movimento enquanto o padre se mantiver na paróquia.

13 comentários:

Alexandro Pestana disse...

Acho muito bem esta posição sua... Realmente estas festas e estas coisas todas que comenta deixam muito a desejar no que toca a transparência.
Agora mudando de assunto... queria deixar-lhe aqui uma ideia.....
Proponho que passem esta mensagem ao líder do PS-M e ao resto do pessoal: Vamos fazer uma operação "transparência". Se o PSD-M não aceitar fazer auditorias às contas de ha 15 anos para cá a todas as câmaras da região e tornar públicos os relatórios, no mínimo, 2 meses antes das eleições autárquicas de 2009, deixarão de merecer a confiança do povo. Diga isso ao resto do pessoal do PS-M... Mas que as auditorias sejam feitas por uma entidade independente, credível e exterior a Madeira, para que não se vendam.

Auditorias as camaras de são vicente, santana e porto moniz devem dar muitas novelas lindas e mais motivos para encharcarmos a Madeira de cartazes gigantes... Pode ser que assim o ze povinho enxergue que anda enganadinho...hehe.

BaBy_BoY_sWiM disse...

e o vinhe seque?! e a carne vinho d'alho também paga o IVA?!

ahahahha

Saúl Dantas disse...

Sim Sr., Sr. Dr. AMSF!

Estou cada vez mais impressionado com a pertinência crescente dos seus posts!
Isto sim é um assunto em voga nos últimos dias, na Madeira e, quiçá, no Mundo: "A Organização de arraiais na Paróquia se Santa Teresa"!

blueminerva disse...

Gostaria de lhe informar que foi-lhe atribuído um prémio. Saiba mais em www.perolasnocharco.blogspot.com
Um abraço

amsf disse...

Sr. saúl dantas

Olhe que essas críticas podem ser muito traumatizantes. Felismente que a "amiga" Blueminerva veio oportunamente em meu auxílio! Tão prontamente que haverá alguêm que suspeitará deste auxílio tão oportuno e rápido.

Obrigado...cara "amiga" Blueminerva

amsf disse...

Para aqueles que talvez não saibam, só com este governo é que os padres que acumulavamm a sua vocação com outra carreira (professores de português, moral, capelães, etc)é que passaram a pagar os impostos que qualquer cidadão paga. Recebiam o seu ordenado por inteiro sem que a sua entidade patronal retivesse IRS, etc. A igreja como instituição contínua a benefíciar de um tratamento de excepção pois não paga IMI, IMT sobre as suas propriedades e nem mesmo o imposto de circulação sobre as suas viaturas!

BaBy_BoY_sWiM disse...

Eles já fazem o sacrificio de nao poder fazer sexo... E rezam pelas almas de todos nós... Agora pagar impostos para que?! o dinheiro vai para os pobrezinhos...

ahahhaha

(Estou a ser ironico!)

Rodrigo disse...

O Expresso publica hoje um cartoon sobre o caso dos autarcas madeirenses condenados por irregularidades fiscais, que era capaz de ficar bem a ilustrar este post: Ver cartoon

amsf disse...

Caro Rodrigo

Por falta de tempo e sensibilidade o meu blog é muito monocrático pelo que segui a sua sugestão e fui mais além.
Fiquei com a dúvida se o caro amigo não é o próprio autor dos cartoons! De qualquer das formas estão muito bons!
Obrigado

amsf disse...

Um pequeno grande esclarecimento ao Rodrigo.

Na Madeira não houve autarcas condenados por irregularidades fiscais mas apenas por não terem entregue a declaração de interesses.

Curiosamente, as declarações entregues não servem para nada. Ninguêm as investiga para ver se correspondem à verdade e no fim do mandato os detentores de cargos políticos não são confrontados com o eventual aumento inexplicável de património.
A importância das referidas "declarações de interesses" estaria no facto de serem verdadeiras e de permitirem detectar um súbito e inexplicável enriquecimento.

Um advogado normalmente declara que o é e que tem sociedade em determinada firma de advogados mas não declara quem são os seus clientes. Só com estes elementos é que seria possível saber se a sua actividade legislativa não vem de encontro aos interesses de determinadas empresas que por acaso são clientes do seu escritório. Algures, num arquivo, haverá toneladas de papel que pouco revelam dos interesses dos nossos políticos!

BaBy_BoY_sWiM disse...

amsf veja o comentário no meu blogue do seu colega independente pelo partido mesmo partido que foi eleito!

Tem mais a ver com Savino!

Anônimo disse...

Os bispos bem que disfarçaram mas lá que todos ouvimos o raspanete do Ratzinger, isso ninguém nos tira...pode que acordem da sua modorra...

O Ratzinger não é para brincadeiras, parte a loiça toda: " mudar a mentalidade, a organização", são mimos muitos fortes...

Peço autorização para reproduzir o cartoon.

amsf disse...

O cartoon foi retirado deste endereço
http://expresso.clix.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/166590

e foi-me sugerido pelo próprio autor Rodrigo. Ver comentário acima
20 de Novembro de 2007 15:10.