quarta-feira, 6 de junho de 2007

Luís Calisto

Sancho said...in http://conspiracaoas7.blogspot.com/
9/10/2005

Sinceramente não percebo esta aversão ao Calisto.Tenho certeza que muitos dos anónimos comentadores são jornalistas (apesar de jurarem a pés juntos que não!) por isso não entendo o ódio que destilam em relação ao colega de profissão. Ainda para mais, porque não tenho a mínima dúvida de que o Luís Calisto É o melhor jornalista madeirense. É um apaniguado do AJJ? Sinceramente não faço a mais pequena ideia. Mas se formos ver, todos os jornalistas que têm alguma projecção na Madeira são apaniguadas de alguém. Os nomes e os padrinhos, todos nós sabemos. Os jogos que fazem, também são conhecidos. E desiludam-se as “primas-donas” que se escandalizam com esta afirmação: é assim que hoje se faz o jornalismo. É promíscuo? Com certeza, mas não julguem haver paladinos da deontologia. E o que se passa na RAM acontece em Lisboa, em Washinton, em Paris e até nos Jardins da Madre Teresa de Calcutá (lembram-se?).Existem alguns que ainda escapam a esta malha? Com certeza, mas fazem o outro jogo. Veja-se o exemplo do Tolentino que se substitui à oposição e consegue ganhar a fama de bom jornalista (eu lembro-me de toda a palhaçada que foi aquele programa do Clube dos Patetas, digo Jornalistas. E lembro-me, também, que grande parte das notícias que vêm dos correspondentes na Madeira são, normalmente, assuntos já trabalhados pelos “jornalistas menores”).A isenção total é um mito. Todos estamos comprometidos (desde pequeninos) e ainda bem que assim é!Ainda em relação ao Calisto, desde que soube que ia para o DN –M que me congratulei com o facto. Porque a minha geração cresceu a admirar o jornalista. Aliás, ele é tão bom que criou a escola do DN-M. Por mais que não fosse, é preciso dar-lhe mérito por isso. E ainda sou novo, é verdade, mas sinceramente nunca vi o Calisto dar tanta graxa ao AJJ como vemos outros fazerem com outros políticos. De forma demasiado evidente.Por isso, não entendo todo esta blogopolémica. Ou percebo e estão todos a fazer o seu jogo pessoal.E não querendo ocupar mais espaço, remato com uma pequena reflexão:
5:30 PM

18 comentários:

Anônimo disse...

Isto aqui vai ser uma festa!

Vamos serrar o amsf a força toda!

Boa!

Gostei pá tens tomates pra levar porrada!

Assim é que eu gosto!

Anônimo disse...

Vamos começar!

amsf és ou não um Chavista?

Nós vimos no Farpas, que és a favor do gajo que fechou um canal de tv, na terra dele, não achas que aquilo que disses ser democracia, mais parece ditadura?

Então, como pode ser isso ahhhhhh?

E vai uma!

amsf disse...

O centro do complot golpista de 11 de Abril de 2003 foram as estações de televisão privadas e outros meios de comunicação, cujos donos, como Gustavo Cisneros, Marcel Granier e Alberto Federico Ravel, estavam habituados a manobrar os governos da Venezuela do passado. Estes são os "indigenas" porque os verdadeiros mestres estão em Langley.

amsf disse...

Em Espanha foi revogada a concessão da TV Laciana em 2004 e da TV Catolica em 2005, encerrada TeleAsturias em Março de 2007, revogada no Reino Unido a licença da One TV, da Actionworld e da StarDateTV24 em 2006, da Look4love2 em 2007.Em Abril de 2007 o Peru encerrou duas cadeias de televisão por infracções à legislação. Em 2003, El Salvador revogou a concessão da Salvador Network. Mais a norte, no continente americano? Em 1999 o Canadá revoga a concessão da Country Music Television (CMT). Em 1969 os Estados Unidos revogaram a concessão da WLBT-TV, em 1981 a da WLNS-T, em 1998 a da Daily Digest e em 1999 a da FCC Yanks Trinity License.

amsf disse...

Como o tempo passa!

O golpe foi em 11 e 12 de Abril de 2002 e não em 2003.

Os meus cumprimentos ao vosso amigo Pedro Carmona!

Anônimo disse...

Tá entregue!

Anônimo disse...

eeeeeeee....
O gajo foi a wikipedia

olha não vi tu fazeres citações de onde veio esse blabla todo! Esqueces-te?

é isso.

cumprimentos ao Cháves!

amsf disse...

Resposta ao Anónimo - 6 de Junho de 2007 22:31

Consultei esta wikipedia

http://causa-nossa.blogspot.com/2005/01/plgio-democrata-cristo.html

MACARRÃO COM CHOURIÇO disse...

ESTE AMSF ANDA NAS ENCICLOPEDIAS ON-LINE E NÃO FAZ REFERÊNCIAS DAS DAS CITAÇÕES?

NÃO PODE SER, TEMOS DE DENUNCIAR O GAJO, ANDA A FAZER PLÁGIO.

VIVA O MACARRÃO COM CHOURIÇO

pedro sá disse...

temos de avisar o gajo do cds, não é que o amsf, voltou a carga, com a cena do plágio do RR.

este gajo é mesmo nojento.

amsf disse...

MACARRÃO COM CHOURIÇO = Roberto Rodrigues do PP

óh rapaz, já reparaste que também és gago a escrever!?

MACARRÃO COM CHOURIÇO disse...

LÁ ESTA ESTE GAJO A CHAMAR NOMES.

VIVA O MACARRÃO COM CHOURIÇO!

pedro sá disse...

este amsf tem uma fixação pelo Roberto Rodrigues, que até parece que é leleú!

Anônimo disse...

porrada, porrada, nos queremos porrada!

amsf dá no robertinho, força!

vamos ver se ele responde!

Anônimo disse...

O Roberto pode não querer alinhar mas eu vou mostrar o lindinho que este amsf é!

BaBy_BoY_sWiM disse...

Isto aqui anda mal... anda anda...

Chavistas por aqui?! Compreendo agora porque é que o Socrates tirou uma fotografia de campanha ao lado do Chavez... O Jacinto também era para tirar não era?!

Não entendo a obcessão pelo o Sr. Roberto Rodrigues... Caro amfs, peno que Riennen pode ajuda-lo... Azia é lixado...

amsf disse...

BaBy_BoY_sWiM !

É enternecedora a sua solidareidade para com o Roberto Rodrigues.

Por falar em Venezuela recomendo que leia o artigo do LFM no Jornal da Madeira de ontem (07/06/07).

"peno que Riennen pode ajuda-lo... Azia é lixado... "

O Sr. lá sabe!

amsf disse...

O sub-título que o Jornalista Luis Calisto escolheu para a sua opinião diz tudo!

"Trindades, Caldeiras e Maximianos vêem o espectacular incêndio à distância" DN 10/06/2007

A perspectiva do sr. Luís Calisto é a de quem comenta a situação a partir dos olhos dos Trindades, Caldeira e Maximiano. Ou seja, quem escreve não é um jornalista independente quanto possível, mas um o homem "capturado" pelas referidas "personalidades". Porque eu não conheço o sr. pode-se dar o caso de estar ao serviço do PSD e o seu discurso ser o mesmo independentemente de quem fosse o candidato à liderança do PS.